quinta-feira, 13 de dezembro de 2007

O Fim no Começo

A palavra cortada
na primeira sílaba.
A consoante esvanecida
sem que a língua atingisse o alvéolo.
O que jamais se esqueceria
pois nem principiou a ser lembrado.
O campo – havia, havia um campo?
irremediavelmente murcho em sombra
antes de imaginar-se a figura
de um campo.

A vida não chega a ser breve.

Carlos Drummond de Andrade

1 comentário:

Ana disse...

Belíssimo: o poema, a ilustração.
Magnífico!!