quinta-feira, 15 de fevereiro de 2007


Hoje, e só porque sim - afinal, a melhor razão de todas.... - tempo e espaço para uma modesta homenagem a Stefano_Landi - (1587(?) -1639).

Génio musical do Barroco, foi o autor da mais antiga ópera com um tema histórico: Sant'Alessio (1632)
Não tenho conhecimentos de música, nem tenho qualquer pretensão a crítico amador, pelo que antecipadamente me desculpo pela pobreza dos comentários que se seguem...

Mas, com o duvidoso pergaminho de fã incondicional de Pixies e Nirvana, considero-me acima de qualquer suspeita quando afirmo que este cd - "Homo Fugit Velut Umbra" - encerra uma das mais belas obras musicais que qualquer ouvido minimante sensível pode algum dia ter o privilégio de escutar.

Apenas se me ocorrem conceitos para descrever este verdadeiro tesouro melódico: beleza, harmonia, graciosidade, delicadeza... um verdadeiro bálsamo para a alma...
e a recordação do imenso prazer que foi a surpresa de, pela mão de bons amigos, entrar no Auditório do Ramo Grande, Praia da Vitória, nesse já distante Verão de 2004, e ter o privilégio de - com os meus ouvidos minimamente sensíveis - escutar, ao vivo, Christina Pluhar e L'Arpeggiata


1 comentário:

eu, maria! disse...

de forma estranha e vaga, reconheço isto...será porque um bom amigo me abriu as portas deste universo tão belo e único? :)

e porque será que bem podia ser a música de fundo do poema de Simin Behbehani...?

gosto muito!
especialmente da música 2, do pequeno pássaro que esvoaça ao som da música..