sábado, 28 de fevereiro de 2009

Lecţia Despre Cerc / A Lecture on the Circle

***
Lecţia Despre Cerc

Se desenează pe nisip un cerc
după care se taie în două
cu acelaşi băţ de alun se taie în două.

După aceea se cade în genunchi,
după aceea se cade în brînci.
După aceea se izbeşte cu fruntea nisipul
şi i se cere iertare cercului.
Atît.


A Lecture on the Circle

You draw a circle in the sand
and then halve the circle
with the same hazelnut stick.

Next you fall to your knees,
then to all fours.
Then you hit the sand with your forehead
and apologize to the circle.
That’s all.


Nichita Stanescu
din volumul Operele imperfecte 1979
/from the collection Imperfect Works, 1979

1 comentário:

Ana disse...

"Fiz este caminho dezenas de vezes: sair
do círculo. Mas voltei sempre
atrás. Um círculo obriga-nos a que
o fechemos.(...) Então, escrevo
sobre a perfeição do círculo, sobre o
eterno retorno a que me sinto obrigado,
quando saio dele, nas dezenas
de vezes que fiz este caminho,
antes de voltar atrás para o fechar
de novo. E pergunto-me onde
está o problema? Se estiver dentro
do círculo, eu próprio sou
o seu problema, e por isso ele se
rompe para que o deixe, e
volte a ficar perfeito. Mas não
acredito em círculos perfeitos; e
volto sempre atrás, para ter a ilusão
de que posso ser o centro do círculo,
antes de voltar a sair dele,
para uma vez mais me obrigar a fechar o circulo."

Nuno Júdice, in "As coisas mais simples"

Que agradável surpresa este poeta romeno!!