quinta-feira, 27 de setembro de 2007

Dispersão


PERDI-ME dentro de mim
Porque eu era labirinto,
E hoje, quando me sinto,
É com saudades de mim.

(...)

Mário de Sá-Carneiro (1890—1916)

1 comentário:

Ana disse...

"Bem sei que falha em mim quem sou.
Sim, mas, enquanto me não rendo,
Quero saber por onde vou."

Fernando Pessoa